Tratamento para disfunção erétil

Tratamento para disfunção erétilA impotência sexual, ou, disfunção erétil é um problema que afeta atualmente mais da metade dos Homens do Brasil. Diante da alta incidência do problema, entretanto, a busca por ajuda médica ainda é bastante tímida. Constrangidos com a situação, homens esperam anos para agendar uma consulta com um especialista.

A impotência sexual está relacionada a diversas doenças como, distúrbios psicológicos, diabetes, problemas endócrinos, doenças neurológicas, entre outras doenças.

Pessoas que têm doenças cardiovasculares como infarto e derrame e hipertensão tem mais tendência de desenvolver a disfunção erétil. Isso ocorre por conta da necessidade de um enorme aumento do fluxo de sangue para que o pênis fique ereto. Quando a circulação para o órgão está comprometida por um desses fatores, a disfunção erétil pode surgir.

Tratamento

A melhor maneira de se combater a impotência sexual é procurar uma ajuda médica o mais rápido possível. Quando a ereção não é adequada e isso se repete com freqüência, vale a pena procurar ajuda médica. Lembre-se que os fatores de risco são semelhantes e que o problema circulatório para o pênis pode alertar para outros sistemas do corpo que não andam bem.

Atualmente, muitos homens estão tendo ereção 3x através de suplementos naturais como Xtrasize, Xtramaster e Tesão de Vaca. O último por sua vez, pode ser usado também em mulheres, já que seu uso pode ser feito associados em bebidas alcoólicas por exemplo.

Uma das formas de tratamentos é através de medicamentos orais que são sempre a primeira opção de tratamento da disfunção erétil, desde que o paciente não apresente lesões nas artérias do pênis ou alguma contraindicação quanto às substâncias presentes nas fórmulas.

Medicamentos de ação prolongada, por exemplo, podem agir por até 36 horas. Isso quer dizer que durante esse período ele conseguirá ter ereções se for estimulado sexualmente.

Outro método de tratamento não muito comum mais muito eficaz é a injeção intra-cavernosa. A substância injetada estimula a circulação e promove a dilatação das artérias no local, o que aumenta o fluxo sanguíneo no pênis levando à ereção.

Mais caso o problema seja nas artérias que irrigam o pênis, o melhor tratamento é a revascularização.

Vale ressaltar que somente um médico pode dizer qual o medicamento mais indicado para o seu caso, bem como a dosagem correta e a duração do tratamento.

Avaliar a parceira e como o casal está conduzindo seus problemas e questões é muito importante. Em alguns casos, vale o apoio de psicólogos ou outros profissionais para melhorar a relação do casal.